Publicado em

PARA INGLÊS VER

ABGALVA informa

Imposto de importação de 8% não é para proteger o produto nacional.

Antes mesmo que você tenha que fazer qualquer conta, pense que os consumidores de zinco estão aos poucos perdendo a competitividade, em razão do imposto de importação que existe, ou deveria existir, para criar uma preferência nas importações dos países da Aladi/Mercosul, haver se transformado em um instrumento declarado do aumento final do preço do zinco nacional e do importado.

Explico:

Os produtores de zinco das supracitadas zonas de comércio são Brasil, México e Peru.

O México direciona quase 100% das suas exportações ao mercado norte-americano, até por questões logísticas e de liquidez.

A produção no Peru pertence ao Grupo Votorantim Metais que, quando exporta a países de fora da zona, pratica preço significativamente mais baixo pois o mercado internacional não aceita “prêmios” incompatíveis, tal qual o que é praticado no Brasil.

E o Brasil, por ser dono da produção local e peruana, exporta a preço bem inferior tanto o material peruano quanto o brasileiro, ao que é praticado localmente.

Simples, não?!

Só que não é prática de mercado e sim um truste abrigado legalmente na existência de um imposto de importação de 8% para os países de fora da Aladi/Mercosul.

Podemos ir adiante com a argumentação e declarar que: existe nos armazéns do LME zinco tanto de produção brasileira, quanto de produção do Peru e do México, mas, com perdão pelo trocadilho, existe para inglês ver.

E isto porque, se o consumidor brasileiro se dispuser a importar do estoque do LME zinco de produção do Peru/México/Brasil, o imposto de importação é zero, mas, apesar da existência de tal material nos armazéns da bolsa, por alguma mágica, o consumidor brasileiro não consegue oferta.

Podemos imaginar qual é a mágica!

Queremos importar do LME, zinco da marca e procedência do Brasil ou do Peru.

Que contrassenso!!!

O passeio do zinco. O turismo do metal?

Importar zinco brasileiro ou peruano, independentemente de onde esteja, não tem imposto de importação.

Deixe uma resposta